Sejam Bem Vindos ...

Graça e paz do Senhor para todos os irmãos que visiatm o blog, esta é mais uma ferramenta que podemos usar para levar a palavra de Deus por vários lugares , agradeço pela visita e que este blog possa ajudá-lo para edificar a sua vida em nome de Jesus.

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Transformação de água em vinho : 1º Milagre

Texto : João 1: 1-12

Objetivo: Mostrar a importância de estarmos convivendo com a sociedade e ser a diferença em meio à sociedade.

Mostrar que os milagres sempre foram e sempre será uma forma de muitos crerem na pregação, na palavra. (1º Ts 1:5)

Quando nos dispomos ao Senhor, ele sempre tem o melhor para nós .

Introdução :

Era o 3º dia apos o batismo de Jesus ( Vrs. 1 ) , fizeram uma festa de casamento ( bodas ) , e estava ali a mãe de Jesus , e o próprio Jesus havia sido convidado. Que por sua vez aceitando o convite Jesus e seus discípulos vão até esta festa.

No decorrer da festa acontece algo não muito comum nas festas dos Judeus. Acabou-se o vinho. Então a partir daí Jesus Cristo entra em “ação” começando então a manifestar o seu poder na terra. Veremos alguns pontos importantes para seguirmos através deste ocorrido.

1. Jesus em uma Festa?

Com certeza, Cristo foi convidado e não negou a este convite.

Cristo não era soberbo, altivo. Ele estava sempre com o povo, ele sempre estava e agia em meio à sociedade; Cristo não era e não é anti - social. Como ele poderia cumprir sua missão de outro modo? Precisava estar perto das pessoas para abençoá-las e salvá-las.

1.1 A importância de estarmos em meio à sociedade. (Marcos 4:21)

Muitos cristãos hoje em dia, muitas das vezes, não são muito de se misturar com as pessoas do mundo não. Pensam que são “santos demais” para estar em um casamento em uma igreja católica, em uma festa de aniversário de pessoas que não são cristãs e etc...

Cristo nos leva a ter uma visão diferente desta ideia: quando ele vai até casa do publicano, casa de Zaqueu, quando ele conversa com uma mulher samaritana e outros mais.

Os cristãos, da mesma forma, não podem estar longe das pessoas, pois é através deste contato direto, que temos a oportunidade de falar do amor de Deus para as pessoas que estão a nossa volta.

Somos diferentes do mundo, mas não distantes ou fora dele. Somos chamados para ser luz

(Mateus 5:16) Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.”

Temos que ser e fazer a diferença, em meio a sociedade, para que as pessoas possam ver Cristo em nossas vidas. Devemos estar juntos com os que ainda não são cristãos, sem discriminação, porém temos que vigiar naquilo que estamos fazendo e onde estaremos indo. Ex: uma festa onde você sabe que vai ter muita droga.

O que não podemos aceitar são os convites para a prática pecaminosa (Pv.1.10,15).

1.2 Os perigos de estar em meio a sociedade ( Salmo 1 )

Ao estar em meio à sociedade o cristão deve saber se comportar como verdadeiro Servo de Deus, não deixando ser influenciado pelas outras pessoas, mas sendo influenciador ( com boas obras ) para as pessoas que estão a sua volta.

Muitos , ao invés de ser influenciador , passam a ser influenciados pelas pessoas que não são cristãs ,pois (o ser humano é fácil de ser influenciado), e esquecem de que Deus está vendo todas as nossas obras , tanto as boas quanto as más.

Mas mesmo assim se deixam levar, pois muitas das vezes querem ser populares , não querem ser “caretas” , querem estar na atualidade, querem se misturar............

Por isso , podemos observar que é muito importante estarmos juntos da sociedade, mas é mais importante sabermos como nos comportarmos diante a sociedade.

É necessário, contudo, que o cristão, onde estiver, dê um bom testemunho, sendo sal da terra e luz do mundo (Mt.5.13-14), agindo em benefício do próximo. Foi o que Cristo fez nesta festa de casmento.

Pois assim se manifestará a glória de Deus.

2. Humm ! Acabou o vinho ?

Jesus estava em uma festa de Judeus, e como a bebida típica daquela região e daquela época era o vinho, com certeza havia muito vinho. Porém algo de incomum acontece.

A certa altura das bodas, acabou-se o vinho (Vrs. 3). Era comum que as festas de casamento durassem sete dias, mas, sem vinho, isso não seria possível. O que fazer? Talvez pudessem comprar mais. Entretanto, é possível que os convidados não estivessem dispostos a esperar. Fim do vinho significava fim da festa, fim da alegria.

Como ficaria a reputação do noivo diante de seus amigos? Teria ele falhado na preparação das núpcias? Ficaria marcado como negligente perante a noiva e os familiares? Ainda que os convivas tivessem consumido além do esperado, ou mais rapidamente, o noivo deveria estar prevenido. Estava, portanto, estabelecida uma situação de vergonha e desgosto, uma situação de tristeza, na época uma festa sem vinho não era festa.

2.1 Um grande ensinamento de Maria

Maria, mãe de Jesus, também estava presente e percebeu que o vinho tinha acabado (Vrs.3). Não tendo poder para resolver a situação, ela foi falar com seu filho. Ele parece não ter recebido bem a interferência da mãe (Vrs 4 ). Afinal, ele já sabia do fato e talvez estivesse esperando o melhor momento para agir.

A presença de Jesus não evita que determinados problemas ocorram. Mas se ocorrer Jesus sabe o momento certo de agir.

Uma dificuldade em nossas vidas torna-se oportunidade para o milagre. Não queremos problemas, mas as vezes, Deus permite que tenhamos alguns para que também possamos ter experiências sobrenaturais.

Maria, então, deu uma sábia orientação aos servos da casa: Fazei tudo o que ele vos disser (Vrs. 5).

Eis aqui a única único e verdadeira instrução de Maria “uma grande ordem" de Maria. Temos algo a aprender com estas palavras de Maria. Esta é uma verdade de que devemos apegar para as nossas vidas; voltarmos nossa atenção para Cristo, procurando realizar, não apenas parte, mas tudo o que ele nos mandar.

3. Jesus age em tempo oportuno (Vrs 4)

Se Jesus quisesse, poderia dizer uma palavra e o vinho jorraria de todos os vasos e copos,

Mas se ele fizesse assim não notariam a falta do vinho.

Para que o milagre aconteça é necessário que haja a necessidade de um milagre.

Jesus não queria chamar a atenção , não queria aparecer , mas queria agir de forma oportuna para que as pessoas vissem que Ele era verdadeiramente o Cristo, para que as pessoas cressem que Ele era o Cristo, o enviado.

3.1 Milagres : consequência de obediência (Vrs.6-8)

Jesus manda os empregados encher as talhas de água e levarem até o mestre sala para provar. E observando bem a instrução de Maria “ fazei tudo que Ele vos disser”, obedeceram a ordem de Jesus.

Os servos tinham muito trabalho a fazer,Jesus mandou que os serventes enchessem de água seis talhas de pedra. As talhas foram cheias até a borda, era muita água para ser carregada.

O Senhor ás vezes nos manda fazer coisas difíceis, mas, se fizermos, ficaremos satisfeitos com o resultado. Aquele ato de obediência exigia esforço, mas teve uma consequência milagrosa.

A obediência foi imediata e completa. Quanto mais água, mais vinho.

Na nossa vida também tem que ser assim a obediência imediata e completa.

3.2 Milagres : consequência de estar prontos a servir

Para fazer o milagre, Jesus usou o que estava à sua disposição: os servos, as talhas e a água.

Para abençoar as pessoas Jesus quer usas você.

Estamos disponíveis para Cristo operar? Nossos bens, tempo e talentos estão entregues ao Senhor? Se o dono da casa escondesse os recipientes, talvez o milagre não tivesse acontecido, ou a quantidade seria menor.

Se escondermos nossos talentos se embocarmos nossos vasos , deixaremos de ser usados por Deus, para que ele através de nossas vida, faça como Jesus fez naquela festa , opere milagres.

Deus quer nos usar , basta estarmos dispostos .

As talhas estavam a disposição, os empregados se colocaram a disposição.

Todos queriam vinho, nós queremos o milagre, mas

4. O milagre é concretizado

Então, o milagre aconteceu. Jesus transformou a água em vinho; Em seguida, os servos levaram o vinho para que o mestre-sala experimentasse. Ele era o responsável pelo controle de qualidade. Quando experimentou “o vinho de Jesus”, aquele homem ficou surpreso e maravilhado. Suponho que ele nunca houvera bebido um vinho tão bom.

4.1 Quando Jesus opera , Ele muda a situação

Naquela festa havia acabado o vinho,ou seja , acabado a alegria, acabado o sentido da festa.

Mas Jesus estava presente naquela festa , e estando ele presente em algum ambiente , ele pode mudar a situação. Jesus naquele momento ele estava dando novo sentido a festa, estava trazendo a alegria a festa.

Se dispusermos ao Senhor, a nossa vida pode estar sem sentido, sem alegria, que com certeza Cristo pode fazer o milagre e reverter esta situação.

4.2 Jesus sempre tem o melhor para nos oferecer ( Vrs 10)

O mestre-sala disse ao noivo: “Todo homem põe primeiro o vinho bom... mas tu guardaste até agora o bom vinho

As pessoas esperavam que, com o passar do tempo da festa, o vinho fosse piorando, a qualidade do vinho iria baixando, era costume servir o melhor vinho primeiro.

Mas naquela festa foi um pouco diferente , ao invés de servirem o vinho inferior depois , o que aconteceu? Não houve vinho inferior, acabou-se o vinho. Veio foi uma tribulação, uma adversidade. Mas Jesus entrou com a providência e preparou um vinho nunca visto ou degustado por ninguém. Um vinho saboroso.

Podem vir adversidades, tribulações, lutas para as nossas vidas, mas se Cristo está presente as vitórias, nossas conquistas são maiores.

Conclusão

Depois que a água foi transformada em vinho, a festa continuou,a festa não acabou , a alegria voltou, mas isso só foi possível porque os noivos convidaram Jesus para aquele casamento.

Jesus tem que estar sempre em nossas vidas para que possamos experimentar do que Ele tem a nos oferecer, que com certeza é o melhor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário